Darlene Santiago


Projeto cuida da saúde bucal de gestantes e bebês

Enviado em Saúde por Darlene Santiago em 07/2010

Iniciativa será ampliada no próximo semestre e estudantes de graduação poderão atuar como monitores

A preocupação com a saúde bucal deve começar ainda nos primeiros meses de vida de um bebê. Essa é a lição que o Departamento de Odontologia pretende passar às gestantes atendidas no programa de pré-natal do Hospital Universitário de Brasília (HUB). Além de cuidar das mamães, após o parto o bebê é acompanhado em consultas trimestrais durante os três primeiros anos de vida. As dicas vão desde como escovar os primeiros dentinhos até fazer uma dieta para prevenir cáries. No próximo semestre, o projeto será vinculado ao Decanato de Extensão e estudantes de graduação também poderão atuar como estagiários voluntários.

Divulgação/UnB Agência
Gestantes recebem acompanhamento odontológico diferenciado

As gestantes que participam do projeto fazem exames odontológicos completos. Depois, iniciam o tratamento: fazem limpeza, restaurações, extrações dentárias e até aplicação de flúor. Os voluntários do projeto também avaliam os hábitos alimentares da gestante e recomendam uma dieta com menos ingestão de doces. Além do atendimento clínico, as pacientes participam de palestras educativas sobre higiene bucal.

“As gestantes recebem uma educação de saúde bucal para reforçar cuidados com o filho. Muitas vezes, elas têm medo de limpar a boquinha do bebê”, afirma a professora Simone Otero, coordenadora do projeto. Segundo a professora, o atendimento a bebês não é usual na área odontológica. O objetivo do projeto é promover a prevenção. “Elas vinham tratar os próprios dentes e não tinham compromisso em voltar com a criança. Só tinham a preocupação de trazer o bebê quando eles apresentavam problemas dentários. Queremos dar assistência e promover educação e prevenção”, reforça.

Divulgação/UnB Agência
Palestras orientam os pacientes

INICIATIVA – O projeto Impacto da atenção odontológica às gestantes e a experiência de cárie no bebê foi criado em 2006 e é vinculado ao Departamento de Odontologia da Faculdade de Saúde. Já atendeu 230 gestantes. Os encontros ocorrem sempre às terças-feiras pela manhã, na Odontoclínica do HUB. “O nosso maior desafio é eliminar mitos e educar essa gestante. Com o trabalho preventivo, o índice de lesões e cáries é reduzido drasticamente”, conta Aline Lauria Pires, voluntária, dentista e mestre em Ciências da Saúde pela UnB. Segundo ela, falta informação sobre cuidados dentários. Algumas mães acreditam que os problemas bucais acontecem ao longo da gestação porque elas perdem cálcio para o bebê, entre outros mitos.

Entre as mães que permaneceram no programa e levaram seus filhos para as consultas trimestrais, apenas quatro crianças apresentaram cárie dentária. Atualmente, o programa conta com quatro estagiárias voluntárias e duas coordenadoras. Até então, a iniciativa estava ligada à pós-graduação. No segundo semestre, alunos de graduação poderão atuar no projeto. Para participar, os estudantes de Odontologia (a partir do 9° semestre) poderão se matricular na disciplina Odontologia pediátrica 3. Alunos entre o 4° e 9° semestre também podem participar de maneira voluntária, sem receber créditos.

Darlene Santiago, para UnB Agência.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: